sexta-feira, julho 29, 2005

Milhões para que vos quero!

Jackpot recorde... recorde de apostas! O desespero do povo já é tamanho que nos leva a ser o maior apostador dos 9 países inscritos no sorteio!

113 milhões de euros... 35,5 milhões apostados pelo portugueses até às 16h desta 6ª feira!

Confesso que não tenho por hábito acreditar na sorte... muito menos esperar que tantos milhões caíssem do céu directamente na minha conta bancária, mas não resisti à tentação de jogar! Lá diz a sabedoria popular "quem não arrisca, não petisca" e decidi arriscar pela 3ª semana consecutiva: uma e só uma aposta no boletim!

Incluo- me no lote de crentes que aguarda, uns mais ansiosamente que outros, pelo sorteio que ditará, ou não, um novo "euromilhionário"... até já fantasiei o que faria com tão distinta fortuna; quem nunca imaginou aquelas férias de sonho, aquela casa de sonho, aquele carro de sonho, dizer adeus àquele patrão que não é de sonho, é um pesadelo bem real e ajudar aqueles amigos que felizmente não são um sonho, existem e contamos com eles quer sejamos milionários ou uns pobretanas quaisquer! Quem nunca sonhou acordado que "atire a 1ª pedra"!

Honestamente nem desejo tantos milhões... o que quer que fosse já era bem vindo! Por muito fértil que seja a imaginação não chega para conceber ideias onde gastar/ investir tantos euros... é claro que teria que poupar algum para assegurar o futuro da restante família, distribuir outro tanto pelos amigos que merecem e criar uma instituição de caridade, daquelas que são reais e não meras fachadas!

Com um prémio destes em jogo é quase obrigatório jogar... temos que dar uma ajudinha à sorte, não é só queixarmo- nos da falta dela! Olhei para o sol e pensei... são quase 7h, ainda tenho seguramente uns 15 minutos para fazer a minha aposta.

Esgueirei- me preguiçosamente da cadeira e avancei confiante ostentando na mão o boletim da semana passada. A tabacaria estava cheia de gente até à porta, não havia lugar para estacionar, acabei por deixar o bólide quase à porta da minha casa (mania do comodismo, mais valia ter ido a pé)... lá fui, sabendo que iria passar 10 minutos dos meus últimos dias de férias na fila para apostar no euromilhões! Os outros apostadores esboçavam um sorriso rasgado e trocavam comentários trocistas "escusas de estar na fila a perder tempo, o prémio vai sair aqui ao je"!

Lá fora o negócio rende, numa churrasqueira improvisada feita a partir de um bidão velho que espalha no ar um cheirinho a bifana e entremeada bem regadas com a jola fresquinha!

Daqui por algumas horas já saberemos se valeu a pena a aposta, sendo certo que pelo menos nos permitiu sonhar mais um pouco com uma vida diferente... sabemos que os ricos ou venturosos também têm problemas mas da sua lista de preocupações não fazem parte essas "futilidades" como ter que esticar a guita (qual elástico do bungee jumping) até ao fim do mês e esperar não ter surpresas na caixa do correio como multinhas de trânsito inesperadas, uma apólice de seguro para pagar e por aí fora!

Ai ai... (murmuro com os meus botões) milhões para que vos quero...!

Vou continuar a planear baixinho (só para mim) a melhor forma de distribuir a fortuna desejando a melhor das sortes aos apostadores e que ganhe quem mais precisa!

Ora, então vamos lá ver... x para o meu veleiro, x para a maninha, x para a mãe, x para a avó... ... ... ...

3 comentários:

JM disse...

eu tb joguei, mas em grupo com o pessoal do escritório... tipo repartição das finanças!

Star * Dust disse...

Bem... o que interessa é jogar, desde que depois dividam irmãmente a fortuna!

rita disse...

Quanto à ‘roda da fortuna’...

Tive uma educação ‘marxista’
...na altura em esta palavra era usada para definir tudo o que era ‘progressista’
e portanto, os ‘milhões’ eram considerados ‘dinheiro fácil’!
mas agora...mais crescidinha, tento pensar...
afinal, que dinheiro é este? de onde é que vem?
...este dinheiro vem de toooodos os bilhetes comprados por toooodos...
então afinal...constitui o resultado de um esforço comum
em que todos se juntam para juntar o que sózinhos nunca conseguiriam
(terá sido assim que começou a lotaria?)
então afinal...até tem um espirito bastante ‘marxista’!
anyway,
só uma vez me aconteceu sonhar com um número...e fui a correr comprar o bilhete!

Hoje...sei que se pode ser ‘progressista’ sem se ser necessáriamente ‘marxista’
Tento ver....