quarta-feira, dezembro 07, 2005

Proibido vender terrenos aluados

As autoridades reguladoras do mercado chinês proibiram uma empresa de vender terrenos na lua! ler mais

Já estou a ver o anúncio no jornal "vende-se terreno em sítio calmo e sem vizinhança com vista para o planeta Terra, alegremente decorado com bandeirolas, suficientemente longe dos políticos, da poluição e de atentados terroristas, com boas perspectivas de crescimento e algumas crateras. Possibilidade de criar de raiz uma cidade desde que o comprador tenha prática no jogo space tycoon".

Francamente não entendo porque é que o governo chinês proibiu o negócio... há tanto tempo que andam por aí uns tipos da igreja a vender um lugarzinho no céu, porque carga d'água não se pode vender também um cantinho na lua? É, nada mais nada menos, que uma questão de concorrência que até pode beneficiar o comprador! Quanto mais oferta melhor, por isso estou a pensar vender uns terrenos em Marte... da maneira que estamos a poluir a Terra, um destes dias temos que mudar de planeta e sou capaz de ganhar umas massas com o negócio!

Os interessados em adquirir um quinhão façam o favor de manifestar essa intenção nos desabafos... se preferirem um terreno mais quente também estamos dispostos a vender umas porções de Mercúrio ou, caso sejam adeptos da vida nocturna podemos disponibilizar uma quota-parte de um planeta um "bocadidinho" mais sombrio - Plutão!

1 comentário:

psychic disse...

Digo mais... devíamos iniciar uma petição contra essa posição das autoridades chinesas!

Se eu for à lua (como me prometeu o meu irmão, quando eu tinha "praí" 7 anos), gostava de lá ter um terreno para construir a minha casita de férias - que poderia alugar nos entretantos para pagar o empréstimo.